"Minha arma é a verdadeira palavra ..."

Akhmat-Khadzhi Kadyrov é uma personalidade controversa, mas certamente extraordinária. Anna Zarubina decidiu recordar o primeiro presidente da República da Chechênia e reuniu algumas de suas brilhantes declarações.
“Meu objetivo não é parar a guerra, mas acabar de uma vez por todas. Pare de experimentar com o povo checheno. Todos nós sobrevivemos, é hora de finalmente aprender como viver, como os outros vivem e, mais importante, tirar pessoas da guerra, dar-lhes armas de trabalho, dar-lhes trabalho, convencer os tchetchenos de que a Rússia realmente quer ajudá-los a trazer ordem ”.
"O propósito de um homem não é apenas superar o mal, mas também transformá-lo em bom."
“Humanas riquezas nas pessoas. O dinheiro acaba mais cedo ou mais tarde. O poder não se mantém em uma mão por muito tempo. Desde a infância até a velhice, uma pessoa vive cercada de pessoas. Se por seus atos, ações e ações ele merece seu amor e respeito, então ele adquire os mais preciosos tesouros do mundo - um bom nome e uma memória brilhante ”.



Primeiro Presidente da República da Chechénia Akhmat-Khadzhi Kadyrov

“Precisamos de jovens, pensantes, educados, saudáveis ​​de corpo e espírito”.
"Não há nem pode ser um objetivo maior do que se tornar o mestre de seu próprio destino, o governante de sua história."
"O professor cria uma nação."


Akhmat-Khadzhi Kadyrov e Vladimir Putin

"Minha arma é uma palavra verdadeira, e com essa arma vou superar qualquer inimigo."
“Não há nação mais resiliente no mundo do que os chechenos, senão não poderíamos suportar todo o sofrimento que caiu em nosso destino. Então, pelo menos em nossa história, vamos tentar construir uma vida criativa e pacífica, não para sobreviver, mas para viver realmente ”.
“Se o mundo vivesse no Alcorão, não haveria guerras, mas hoje, sob o disfarce do Alcorão, eles cometem atos contra o Islã. O Alcorão para mim é a principal lei pela qual eu vivo ”.


Pai e filho Kadyrov. Foto: Sergey Uzakov / ITAR-TASS

“Glória ao Todo Poderoso Allah que nos fez pessoas, especialmente muçulmanos. Glória a Ele, o Criador, que nos fez pessoas inteligentes, que se tornaram a coroa de todas as Suas criaturas. Allah com sua graça glorificou o homem, dotou-nos de sua mente, visão, audição, amor pelo mundo ao seu redor. Um muçulmano não é aquele que tem barba, mas aquele que reconhece Allah e o Profeta Muhammad (A.S.). Tudo o mais: aparência, isso não é o mais importante. Allah disse: “Eu não vou olhar para a sua aparência. E eu vou olhar em seus corações e almas e suas ações ”.
"Eu preciso do que as pessoas precisam."
"Deixe-me não ser, mas eu já me considero um vencedor."

Loading...

Categorias Populares